Brasil se destaca em políticas ambientais

20 de Março de 2018

Brasília (19/03/18) - O presidente da República, Michel Temer, defendeu o acesso à água e a universalização do saneamento básico como premissas para o país alcançar o desenvolvimento sustentável. "O Brasil retomou o crescimento com olhos na segurança hídrica e na sustentabilidade, que deve ser buscada em todas as suas vertentes: econômica, social e ambiental", disse.

Temer participou da abertura do 8º Fórum Mundial da Água que ocorreu na manhã desta segunda-feira, no Palácio do Itamaraty, em Brasília/DF, reunindo chefes de estado de nove países, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, a diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, e autoridades do governo federal.

Acesse fotos da abertura oficial

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, participou da mesa e teve as políticas públicas implementadas em sua gestão destacadas na fala do presidente. Michel Temer citou o programa Plantadores de Rios, um aplicativo lançado pelo ministério, que conecta interessados em apoiar a recuperação de rios e nascentes, prestadores de serviços e detentores de imóveis rurais que precisam recompor a vegetação nativa.

Ele também lembrou a publicação do primeiro chamamento público, no início do mês, para a seleção de projetos do programa de conversão de multas ambientais nas bacias dos rios São Francisco e Parnaíba.

DESTAQUES

O presidente destacou ainda outras iniciativas capitaneadas pelo MMA, como a queda na curva do desmatamento ilegal na Amazônia, o aumento no serviço de concessão florestal, o anúncio da criação das unidades marinhas (APAs) e monumentos naturais de São Pedro e São Paulo, em Pernambuco, e Trindade e Martim Vaz, no Espírito Santo, além das obras de revitalização do rio São Francisco, previstas no projeto Novo Chico, que deve beneficiar cerca de 12 milhões de pessoas.

Michel Temer apontou o protagonismo do Brasil na área ambiental, destacando as conferências para o clima Rio 92 e Rio+20 como momentos históricos e decisivos para a agenda ambiental. Ele disse ainda que o país está empenhado na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, proposta pelas Nações Unidas.

"A sustentabilidade é um desafio complexo. Precisamos do diagnóstico dos problemas e de políticas coordenadas para resolvê-los. As soluções são coletivas e dependem de diálogo e cooperação. Estamos fazendo nossa parte", assegurou. Ao finalizar, o presidente disse acreditar em um mundo em que a água seja para todos.

O FÓRUM 

Organizado pelo Conselho Mundial da Água, em parceria, entre outros, com o Ministério do Meio Ambiente e a Agência Nacional de Águas (ANA), o fórum é o maior evento global sobre o tema. A expectativa é reunir 10 mil congressistas e 45 mil visitantes. É a primeira vez que ocorre no Hemisfério Sul.

Segundo os organizadores, o fórum tem como objetivos "promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente, em todas as dimensões, com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na terra".

Fonte: https://goo.gl/CpPDgG