Certificações

As certificações tem se tornado cada vez mais um parâmetro de análise, por parte dos consumidores, pois o processo de certificação garante ao consumidor a qualidade do serviço que esta sendo adquirido. Por outro lado, a empresa demonstra que seu sistema de gestão da qualidade foi certificado de acordo com as melhores práticas das normas e aprovado, permitindo que os clientes possam confiar que sua empresa implementou os processos internos necessários para cumprir com as obrigações.

O Laboratório Água e Terra dispõe de duas certificações: a ISO 9001:2008 e ISO/IEC 17025:2005. A NBR ISO/IEC 17025:2005 não é apenas uma certificação. Ela reconhece a capacidade técnica e garante que laboratório executa suas atividades com precisão, garantindo que o resultado final seja de alta qualidade.

Antes de o laboratório ser acreditado pela ISO/IEC 17025:2005, ele passa por várias auditorias. Técnicos especializados visitam a instituição para comprovar, por meio de documentações e vistorias, se o laboratório está apto a realizar testes e ensaios com exatidão.

Um laboratório certificado pela NBR 17025:2005 pode comprovar sua capacidade de obter resultados exatos nos testes e ensaios. Para conseguir a certificação, vários procedimentos rígidos devem ser seguidos pela empresa, o que demanda maior investimento. Quando um laboratório não está habilitado com a Norma pelo INMETRO, desconfie: a chance de o resultado estar errado é alta, já que não há como comprovar se existem padrões de qualidade sendo seguidos na realização dos testes.

Por que contratar um laboratório ISO 17025?

Ao contratar um serviço de laboratório, o objetivo é utilizar os resultados dos ensaios para saber se uma determinada área está sendo afetada, qual é a causa do problema e a sua solução. É claro que, ao contratar determinado serviço, a finalidade é obter um resultado muito próximo da realidade. Por isso temos a certificação, para que ao fim de um teste, cheguemos ao resultado correto e de confiança para o cliente.

Além disso, a Portaria 2914/11 do MS que estabelece os padrões de qualidade de água para consumo humano, exige em seu Art. 21 que: “As análises laboratoriais para controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano podem ser realizadas em laboratório próprio, conveniado ou subcontratado, desde que se comprove a existência de sistema de gestão da qualidade, conforme os requisitos especificados na NBR ISO/IEC 17025:2005. Ainda, a DN 167 da FEAM determina que terá validade para monitoramento ambiental apenas certificados de ensaio emitidos por laboratórios com reconhecimento de competência técnica com base nos requisitos da NBR ISO/IEC 17025:2005 e que é de responsabilidade do empreendimento executar suas medições ambientais em laboratório que atenda integralmente esta deliberação.